26/11/2018doc9

Redes Sociais para Advogados e Escritórios de Advocacia

Muitos advogados ainda se mostram receosos quando o assunto é Marketing Jurídico. Sem dúvidas as redes sociais têm um papel fundamental nesse assunto, por isso resolvemos trabalhar hoje com Redes Sociais para Advogados e para Escritórios de Advocacia!

O receio de discutir esse assunto é muito compreensível já que a OAB tem diversas limitações, mas a atuação em redes sociais é permitida:

“É permitida a publicidade informativa do advogado e da sociedade de advogados, contanto que se limite a levar ao conhecimento do público em geral, ou da clientela, em particular, dados objetivos e verdadeiros a respeito dos serviços de advocacia que se propõe a prestar, observadas as normas do Código de Ética e Disciplina.”

Sendo assim, o advogado poderá sim investir em mídias sociais, desde que as postagens tenham o objetivo informativo ao invés de um objetivo comercial.

Redes Sociais para Advogados e para Escritórios de Advocacia

Por que Redes Sociais para Advogados?

Hoje em dia, todos nós estamos conectados, não é mesmo? Por via de regra, sites e os cartões de visitas são os principais canais de comunicação entre advogados e seus clientes. Mas as redes sociais vieram para agregar a essa realidade, já que acabam atuando muitas vezes como o canal de comunicação entre o cliente e o advogado.

As Redes sociais para Advogados e Escritórios de advocacia acabam funcionando como proliferadores de conteúdos, ou seja, são os responsáveis por conectar os conteúdos com os usuários. Acabam sendo iscas para que os usuários vão até o seu site, que continuará sendo onde ele irá encontrar o maior número de informações ao seu respeito.

É importante que o advogado entenda a utilidade das redes sociais para o seu tipo de negócio. O povimento 94/2000 e o código de ética da OAB deixam bem claro que qualquer tipo de serviço relacionado a publicidade e a propaganda devem ser utilizados com “moderação” e precisa ter o caráter meramente informativo.

Povimento 94/2000: “Dispõe sobre a publicidade, a propaganda e a informação da advocacia.” Art. 1º. É permitida a publicidade informativa do advogado e da sociedade de advogados, contanto que se limite a levar ao conhecimento do público em geral, ou da clientela, em particular, dados objetivos e verdadeiros a respeito dos serviços de advocacia que se propõe a prestar, observadas as normas do Código de Ética e Disciplina e as deste Provimento.

CED (Código de Ética e Disciplina). Capítulo IV – “Da Publicidade”. Art. 28. O advogado pode anunciar os seus serviços profissionais, individual ou coletivamente, com discrição e moderação, para finalidade exclusivamente informativa, vedada a divulgação em conjunto com outra atividade.

Sendo assim, compartilhar conteúdo com fins comerciais são vistos como spam por não serem vistos como conteúdos relevantes para os usuários, fazendo com que você perca o potencial real que as redes sociais entregam. Em resumo: compartilhe conteúdos relevantes a sua rede, conteúdos que realmente façam diferença na vida deles. Pense em dicas, em ensinamentos, dúvidas frequentes e etc.

Que Tipo de Conteúdo eu Posso Postar?

O próximo passo é planejar! Planejar quais serão os tipos de publicações que serão úteis para os seus clientes. Para esse assunto temos algumas dicas que podem lhe auxiliar:

Desburocratize e comunicação com os seus clientes:

O universo jurídico é muito amplo e diariamente está se expandido. Para alguém que está entrando com alguma ação, talvez seja um tanto quanto complexo entender alguns procedimentos da dinâmica advocatícia. Por isso, uma boa forma de você se comunicar com os seus clientes é desburocratizando a comunicação. Ofereça explicação de significados, de etapas existentes nos processos e muito mais.

Promover discussões:

Outra prática indicada para Redes Sociais para Advogados é promover o engajamento do seu público através de discussões. Ou seja, oferecendo conteúdos relevantes e convidando os seus clientes a opinarem sobre o conteúdo postado. “o que vocês acham?”, “Você concorda com isso?”, etc.

Redirecionar para o seu blog:

Outra prática indicada para Redes Sociais para Advogados é redirecionar o seu público para o seu site, ou para o seu blog. As redes sociais podem servir como uma espécie de “ponte” que irá levar os usuários a página do seu site, onde você poderá oferecer matérias, conteúdos e outros artigos, enriquecendo assim a experiência de leitura do usuário.

Redes Sociais para Advogados e para Escritórios de Advocacia

Quais Redes Sociais eu posso utilizar?

Hoje em dia temos um número relativamente alto de redes sociais disponíveis. Mas saber qual utilizar e como utilizar é muito importante. Algumas delas podem ser mais apropriadas para o meio jurídico, outras nem tanto. Vamos falar um pouco sobre cada uma delas?

Facebook:

A maior rede social existente em número de usuários até hoje. Porém ser o maior não significa tudo, é claro. Inúmeras marcas disputam hoje espaço no facebook que acabou diminuindo bastante o alcance orgânico (publicações não-pagas) das postagens. A indicação para essa rede é postar links para direcionar ao seu blog.

Instagram:

O Brasil é o segundo país que mais tem usuários no instagram, ficando atrás apenas dos Estados unidos. Para essa rede, a sugestão é utilizar conteúdos chamativos, por se tratar de uma rede de conteúdo visual. Aposte em chamadas nos posts e explique no campo texto o que se trata.

Youtube:

Essa é a queridinha dos brasileiros e os advogados estão tirando proveito dessa febre. O Youtube acaba sendo a rede social perfeita para tutoriais via vídeo, para você explicar conteúdos que poderiam ser trabalhados em um artigo, por exemplo. Considere os conteúdos dos artigos como o roteiro. A maioria das pesquisas de marketing digital apontam a preferência dos consumidores para conteúdos em vídeos em detrimento de outros formatos existentes.

Linkedin:

O Linkedin pode ser considerado a maior rede social profissional existente no mundo. É ideal para aqueles advogados que atuam em áreas empresariais, já que o linkedin pode ser considerado um canal direto com os gestores das empresas. A indicação para essa rede é promover discussão com os usuários através de conteúdos relevantes para essa rede. Pergunte a opinião dos demais usuários, instigue a conversa e as trocas nessa rede.

 Talvez você se interesse por…

Whatasapp pode ser considerado também uma rede social?

Sim!! O Whatsapp também pode ser considerada uma rede social e precisa estar nesse post de Redes Sociais para Advogados. Muitas vezes, o Whatsapp acaba sendo subaproveitado, sendo usado apenas como aplicativo de comunicação instantânea.

Uma boa maneira de utilizar o whatsapp é prospectando novos negócios, informando, através de linhas de transmissão, notícias relevantes, alertando-os de julgamentos que acontecerão, por exemplo.

Separamos em outro post algumas dicas sobre Whatsapp para Advogados, você pode conferir, clicando aqui.

Redes Sociais para Advogados e para Escritórios de Advocacia

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. A vestibulum diam tincidunt mi odio aliquam tellus aliquam dictum. 

SAIBA MAIS

Compartilhe:

MAIS CONTEÚDOS PARA VOCÊ

Recompensa em Dinheiro

LEIA MAIS

Saiba Como um Advogado Correspondente pode Facilitar a Rotina da sua Empresa

LEIA MAIS

Robôs Extinguirão as Carreiras Jurídicas! Só que não

LEIA MAIS
Assine a Newsletter e fique por dentro das novidades.