25/08/2022doc9

Fomento mercantil: saiba o que é, sua importância e vantagens 

Não é incomum empresas novas, ou de pequeno e médio porte, precisarem de crédito para manterem um bom fluxo de caixa e, assim, não ter que renunciar parte do seu negócio por falta de liquidez financeira. 

Para que isso não aconteça, existe o processo de fomento mercantil, uma solução financeira com menos burocracias e menos taxas, se comparado ao processo de empréstimo fornecido por bancos tradicionais. 

O fomento mercantil visa fomentar, ou seja, fornecer apoio monetário para empresas que têm pouco poder de negociação, ou seja, micro, pequenas e médias empresas. Por esse motivo, é uma boa alternativa para muitos empreendedores. 

Nesse artigo, você vai entender melhor o processo e suas vantagens para seu negócio. Continue lendo!

Confira também o podcast: como desenvolver uma startup sem investimento externo

O que é fomento mercantil 

O fomento mercantil é o ato que instituições encontraram para antecipar capital cedendo direitos creditórios a receber dos seus clientes. 

Para exemplificar da melhor forma, o fomento mercantil fornece à empresa um dinheiro para um momento específico para que ela tenha um fôlego financeiro e possa se planejar da melhor forma.  

Nesse processo, uma empresa (a cedente) vende títulos de créditos futuros dos seus clientes a uma outra empresa (factoring).

É importante destacar que essa atividade comercial não deve ser confundida com a operação praticada pelos bancos.

Principais vantagens do fomento mercantil

A atividade de fomento mercantil proporciona vários benefícios para as empresas. Dentre eles estão: 

Incentivo para o desenvolvimento 

Apesar de as vendas a prazo serem um grande atrativo para clientes, a empresa pode acabar ficando sem fluxo de caixa para manter a atividade. Mas com o fomento mercantil a empresa pode ter o dinheiro das suas vendas a prazo antecipado através da venda dos títulos de crédito.

Dessa forma, a empresa tem um melhor controle de fluxo de caixa, controle de estoque e seu crescimento, seja a médio ou longo prazo, vira um processo mais sustentável. 

Economia às cedentes

A empresa cedente, que vende títulos de créditos futuros dos seus clientes para uma terceira empresa, pode receber valores de venda imediatamente, o que permite que ela negocie com seus fornecedores e, assim, obter preços menores na compra de matéria prima, por exemplo. 

Redução de riscos para a cedente

Vendas de crédito podem ter riscos, principalmente se a empresa cedente não analisar o crédito dos seus clientes e, assim, controlar melhor as suas operações. Porém, o fomento mercantil trabalha para tirar essa “responsabilidade” das costas da cedente, pois garante que ela receberá o valor exato de uma venda realizada. 

Redução de burocracia

Empresas que querem conseguir dinheiro de forma rápida podem se deparar frequentemente com muita burocracia que envolve bancos tradicionais, por exemplo. No entanto, para pequenas e médias empresas, o fomento mercantil acaba sendo uma operação mais simples e, ao mesmo tempo, segura. 

O motivo da facilidade do processo é que, nele, além de não exigir pilhas e pilhas de documentações, não há contração de dívida.

Melhor administração

Com o fomento mercantil a empresa pode se dedicar a uma melhor administração e gestão financeira. Afinal, todo o tempo e energia vão para a gestão no lugar de ter que lidar com cobranças e recebimento do pagamento, por exemplo. 

Confira também a matéria: Por que buscar mais agilidade na gestão de escritórios?

Operação de Fomento mercantil: saiba como funciona

O fomento mercantil, apesar de parecer, não é um tipo de empréstimo realizado por instituições financeiras. Por isso, as empresas que fazem o fomento não podem captar recursos financeiros de terceiros, pois isso exigiria uma autorização do Banco Central.  

Etapas do fomento mercantil

Para compreender melhor o processo de fomento mercantil, vamos explicar as etapas do processo a seguir.

Financiamento

Nessa primeira etapa, a empresa escolhe outra instituição de fomento, ou seja, uma empresa de factoring. Depois, é necessário a abertura de cadastro, onde é feita uma análise de crédito e uma documentação básica é exigida. 

Cadastro

Na etapa de cadastro a análise de crédito é mais simples e flexível do que a realizada por bancos, por exemplo. Isso quer dizer que até empresas com algumas restrições podem ser aprovadas.

Simulação 

Aqui, a empresa irá enviar os recebíveis à financiadora para que ela realize uma simulação e compreenda melhor os termos e quais custos estão envolvidos na operação. 

Nessa etapa, se a sua empresa concluir que a operação não vale a pena, pode trocar de instituição e realizar o fomento com outra empresa.

Finalização 

Se a sua empresa verificar que as condições são positivas para o seu negócio, dá-se início a etapa de finalização. Nela, a empresa financiadora irá analisar a sua e, assim, abrir um crédito rotativo que pode ser utilizado mais de uma vez. 

A empresa financiadora também poderá entrar em contato com os seus clientes e avisá-los sobre a antecipação financeira. Dessa forma, o cliente irá pagar direto para a empresa que financiou a sua. 

Factoring e Fomento mercantil são a mesma coisa?

Sim, o fomento mercantil e factoring frequentemente são utilizados como sinônimos. Ou seja, tratam-se do mesmo processo. 

O factoring é uma atividade que gera riquezas e é regulada pela Associação Nacional de Fomento Comercial (Anfac). Dessa forma, empresas têm melhores condições para proporcionarem a compra de créditos de vendas a prazo e, assim, ter uma melhor estabilidade financeira. 

Como a antecipação de recebíveis ajuda uma empresa?

A antecipação de valores a receber é muito vantajosa para empresas, além da exigência de menos documentação, as condições são melhores e o processo é menos burocrático. Veja outros benefícios do fomento mercantil a seguir. 

Menos taxas

A antecipação de valores a receber dentro do factoring tem taxas menores. O motivo é que a sua empresa não estará, de fato, pedindo dinheiro emprestado, mas sim utilizando recursos próprios de forma antecipada, ou seja, sua empresa iria receber o valor independentemente. 

Menos riscos

A antecipação de valores a receber reduz os riscos da empresa ser vítima de inadimplência por parte dos seus clientes. Com isso, a corporação a tem menos riscos de não receber o valor por uma venda e, assim, ter um fluxo de caixa para quitar quaisquer compromissos financeiros.

Maior liquidez

Dentro do fomento mercantil a empresa tem mais liquidez para manter todas as suas contas em dia. Com o financiamento do processo, a empresa pode até mesmo antecipar suas contas aumentar o capital de giro e, assim, tornar o seu balanço mais líquido. 

Finanças mais estruturadas

Quando uma empresa recebe os valores da sua venda antecipadamente, ela pode financiar suas próprias operações com seus recursos. Dessa forma, a vida financeira do negócio será mais saudável e as chances de fazer o seu negócio expandir são muito maiores. 

Aceleração do crescimento 

Como você já notou, o fomento mercantil permite um crescimento financeiro mais acelerado. O motivo é que por ter mais liquidez e um melhor fluxo de caixa, a sua empresa consegue também negociar com fornecedores e obter melhores condições de compra, o que faz uma diferença no caixa e permite até mesmo um redirecionamento do dinheiro para se investir no crescimento da companhia. 

Tipos de contratos de fomento mercantil

Veja, a seguir, os tipos de contratos de factoring, ou fomento mercantil. 

Maturity

É aquele onde a negociação é voltada para a gestão de contas a pagar e receber da sua empresa, ou seja, não é para direitos creditórios. 

Matéria-prima

Aqui, a empresa de factoring realiza a intermediação da compra de um tipo de matéria-prima necessária para a sua empresa. Neste contrato, a agência de fomento faz a negociação diretamente com o fornecedor. 

Trustee

Nesse tipo de contrato a empresa cliente, a sua, trabalha com caixa zero, e a empresa de factoring entra para otimizar suas finanças.

Factoring com recursos 

No processo de fomento mercantil com recursos, sua empresa, a cliente, é responsável pelo pagamento da compra a prazo e terá que pagar à empresa de factoring com recursos cujo valor seja o mesmo da parcela “emprestada”, podendo ser serviços, bens ou produtos.

Factoring sem recursos

Quando o cliente da sua empresa não consegue honrar sua parte no acordo, ou seja, pagar a compra feita, é sua responsabilidade cobrar o valor de maneira judicial ou extrajudicial. 

Factoring Exportação

Nesse tipo de contrato, a empresa de fomento mercantil irá ajudar na negociação de entrada e saída de produtos de um país para outro. 

A importância de verificar a solvência do devedor

Solvência é o estado do devedor em um processo de empréstimo financeiro. Quer dizer qual é a sua capacidade de cumprir com os compromissos. Nesse sentido é fundamental que a empresa que irá ceder o valor para sua empresa cheque a capacidade dos seus próprios clientes de realizar o pagamento. 

O motivo é que, a partir do momento em que o crédito é concedido, a empresa faturizadora (aquela que forneceu o crédito) é que ficará responsável por cobrar e receber o crédito dos seus clientes.  

Caso os seus clientes não paguem a faturizadora, ela tem o direito de cobrar da sua empresa (no caso a devedora) o valor transferido. Por isso, é importante que tanto sua empresa quanto a faturizadora atentem-se à solvência dos clientes devedores que realizaram compras a prazo. 

Saiba o que é agência de fomento

A agência de fomento é uma instituição que tem a função de fornecer dinheiro para empresas investirem em si mesmas. Geralmente elas estão ligadas ao Governo Federal, Estadual ou Municipal, uma vez que a função, de forma abrangente, é gerar novos empregos e fortalecer a economia. 

Além dos benefícios econômicos e sociais, a agência de fomento ajuda empresas a se estruturarem financeiramente, principalmente aquelas com menos de cinco anos no mercado (um período muito delicado para novas corporações que desejam se manter ativas). 

Essas agências são registradas como sociedades anônimas de capital fechado e fornecem financiamento para corporações de diversos segmentos como indústria, tecnologia e comércio. Elas podem até mesmo fornecer crédito para municípios executarem projetos de infraestrutura importantes para a sociedade. 

Legislação de amparo para agências de factoring

A prática do factoring no Brasil foi normatizada com a Circular BACEN nº 1.359/88, que estabeleceu as condições necessárias para que essas agências operassem. Pelo fato de ser considerada uma atividade mista e não-financeira reconhecida pelo BACEN, Banco Central do Brasil, o factoring não precisa de uma lei específica para que funcione.

Conclusão

Como você viu nesse texto, o fomento mercantil é importante não apenas para uma empresa ter uma maior estabilidade financeira, mas também para fazer a economia do país girar. 

É importante que as empresas encarem o factoring como algo que necessita de planejamento, especialmente se for uma corporação de pequeno porte. Dessa forma, a companhia vai evitar desequilíbrios em seu fluxo de caixa e também não correrá o risco de ter seus créditos cancelados. 

Se este artigo foi útil para você, não pare seu processo de conhecimento por aqui. Leia também Contratos de Factoring: o que são, benefícios e exemplos aqui no blog da Doc9

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. A vestibulum diam tincidunt mi odio aliquam tellus aliquam dictum. 

SAIBA MAIS

Compartilhe:

MAIS CONTEÚDOS PARA VOCÊ

Recompensa em Dinheiro

LEIA MAIS

Saiba Como um Advogado Correspondente pode Facilitar a Rotina da sua Empresa

LEIA MAIS

Robôs Extinguirão as Carreiras Jurídicas! Só que não

LEIA MAIS
Assine a Newsletter e fique por dentro das novidades.