05/01/2023doc9

Entenda o que é Cibersegurança e como atuar na profissão

Nos últimos tempos, muito se discute sobre a necessidade de proteção de dados na internet. Esse debate acontece porque a maioria de nossas informações pessoais estão em bancos de dados digitais de empresas e instituições. Por isso, mais do que nunca, os olhos do mundo estão atentos à questão da cibersegurança.

Afinal, a pessoa que tem acesso a dados, tem acesso a um mundo de oportunidades, pois um banco de dados atualizado significa contatos para possíveis negociações e potenciais clientes. Ademais, esses dados também podem servir para a realização de análise de pesquisa mercadológica, que é muito importante para a delimitação de um negócio.

Em contrapartida, nem todas as pessoas se sentem confortáveis em ceder suas informações para fins de pesquisa. Desse modo, as empresas costumam zelar pela privacidade das informações de seus usuários por meio da construção de bancos de dados que sejam seguros. 

Porém, nem sempre é possível fugir da ação estratégica de criminosos que se utilizam de ameaças cibernéticas para roubar essas informações. Assim, no centro de todas essas questões está o conceito de Cibersegurança e os seus profissionais, para garantir que informações importantes não caiam nas mãos erradas.

Logo, nesse texto você encontra um pouco mais sobre o mundo da cibersegurança, além de conhecer alguns detalhes sobre a formação e atuação dos profissionais de Cibersegurança e sua participação no mercado.

Ademais, vale ressaltar que nós da Whom trabalhamos com a gestão de certificados digitais para garantir a segurança e proteção dos dados do que é compartilhado via certificado digital. Para conhecer mais sobre nosso trabalho, entre em contato conosco

Afinal, o que é Cibersegurança?

Resumidamente, podemos apresentar a Cibersegurança enquanto a forma de proteger todos os ativos de informação que estão armazenados em sistemas digitais e computadores com conexão à rede.

No contexto atual do mundo, a cibersegurança se preocupa majoritariamente com a neutralização de ameaças cibernéticas que, de forma sistemática, tentam furtar informações sigilosas e até mesmo dinheiro das redes de computadores.

Logo, toda empresa precisa trabalhar com a Cibersegurança, uma vez que elas lidam com o registro e armazenamento de dados de seus clientes. Vale ressaltar, que ao ceder os seus dados a uma empresa, o cliente acredita que estará gozando da plena proteção de suas informações pessoais.

Portanto, é de responsabilidade da empresa o cuidado com essas informações para evitar qualquer tipo de desconforto. Como já mencionamos, os ataques cibernéticos tendem a ser sistemáticos e constantes, de modo que a atuação da cibersegurança em uma empresa também deve ser feita de forma contínua.

Ademais, também é uma preocupação, tanto das empresas quanto das pessoas físicas, a garantia de proteção aos seus dados financeiros em contas bancárias. Isso porque, no mundo atual, toda a organização monetária se dá por meio de redes de computadores e softwares.

Nas últimas décadas, foi possível assistir o aperfeiçoamento das técnicas de proteção de dados bancários com o uso de ferramentas de ponta que formam um escudo contra as ameaças. Isso é uma prova da atuação eficaz de modelos de cibersegurança ao redor do mundo a serviço de nossa proteção.

Por todas essas razões, a Whom aposta na cibersegurança como um ponto essencial na gestão de um negócio jurídico e, portanto, trabalhamos com Software de gestão de acesso e monitoramento de atividades no uso de certificados digitais. Essa estratégia garante mais segurança aos empresários no ramo jurídico! 

Conheça o sistema com gestão de acesso da Whom.

O que são as ameaças cibernéticas?

As ameaças cibernéticas são as tentativas de ultrapassar os sistemas de segurança de uma empresa ou de uma pessoa física por meio de uma engenharia social. As mais comuns ameaças cibernéticas são os chamados “vírus de computador”, que consistem em programas ou códigos maliciosos, cuja principal intenção é danificar um sistema ou roubar dados.

De forma geral, as ameaças cibernéticas são formas de desestabilizar a atuação de empresas e pessoas físicas no mundo virtual. Como já mencionamos, são muitas as ameaças com que convivemos na internet e, caso não haja a devida elaboração de mecanismos de Cibersegurança, eles podem ser agressivos e destruir uma empresa.

Por que a cibersegurança nos protege de ameaças cibernéticas?

Os mecanismos da cibersegurança fazem com que o acesso de programas maliciosos aos bancos de dados das empresas seja muito mais difícil. Portanto, a cibersegurança irá funcionar de forma semelhante a um grande cofre, como aqueles dos bancos antigos, para a proteção contra possíveis furtos e ameaças externas.

Como praticamente todos os trâmites se dão por meio do mundo virtual, criar uma estrutura capaz de garantir a segurança de informações sigilosas é essencial. Ademais, a Cibersegurança conseguirá monitorar possíveis ameaças a essas informações e até mesmo localizar de onde elas vêm.

Com isso, podemos dizer que a cibersegurança trabalha de forma aliada no combate aos crimes virtuais. Desse modo, a empresa que possui um bom aparato de segurança digital consegue se manter distante de todas as ameaças articuladas por criminosos de maneira muito mais eficiente, o que torna seus dados menos vulneráveis.

O que faz um profissional em Cibersegurança?

Com o aumento das ameaças no mundo virtual, há o crescimento da demanda de instalação de programas de segurança e, consequentemente, dos profissionais em cibersegurança. Esses são engenheiros de software, técnicos de informação de ou analistas de dados que se especializam na elaboração de softwares que protejam as plataformas digitais de diversas empresas. 

Logo, há muito trabalho e muitas atribuições entregues aos profissionais em cibersegurança. Inicialmente, o trabalho consiste na análise dos sistemas de uma empresa e a realização de testes que confirmem a qualidade ou ineficiência da plataforma em relação às ameaças digitais.

Em seguida, esses profissionais deverão trabalhar em cima das fraquezas mapeadas para tornar a plataforma muito mais segura a possíveis atentados do mundo digital. A partir de então, segue-se o trabalho com a resolução de problemas de segurança que deverão aparecer com o passar do tempo. 

Áreas de atuação dos profissionais em Cibersegurança

Como podemos perceber, toda empresa consciente precisa contar com mecanismos de cibersegurança e ao menos um bom profissional na área. Logo, podemos perceber que existe um grande mercado ainda com poucos profissionais para o tamanho da demanda. 

De certa forma, as áreas de atuação se relacionam com os tipos de empresa e segmentos da economia que precisam receber os profissionais em cibersegurança. Assim, o especialista em segurança digital pode trabalhar em setores públicos, ou no setor privado, seja para realizar proteção de dados quanto para investigar possíveis ataques a uma empresa. Vejamos alguns exemplos:

Segurança de Informação e Dados

Nesta área de atuação, o profissional em Cibersegurança terá como principal função a proteção de dados de uma empresa, bem como de seus clientes. Como já mencionamos, muitos criminosos possuem grande interesse econômico em ter acesso a um banco de dados, o que torna esse profissional essencial para a empresa.

Segurança de rede

Já os profissionais em Cibersegurança que trabalham com a segurança de rede visam proteger os sistemas que cada empresa utiliza em sua gestão. Trata-se de uma área muito importante, já que o primeiro objetivo dos criminosos virtuais é furar os bloqueios das redes privadas com o objetivo de roubar dados. 

Assim, ao neutralizar a ameaça já ao sistema de rede, garante-se que seja mais difícil ter acesso aos dados e informações confidenciais de uma empresa. 

Segurança de Aplicação

Outra área de atuação desses profissionais é o setor de Segurança da Aplicação. Aqui, haverá um especialista responsável por identificar as possíveis vulnerabilidades nos códigos-fonte dos dispositivos móveis e web de uma determinada empresa. 

Segurança de terminais

Por fim, temos a atuação da Cibersegurança que se refere à proteção da comunicação entre os servidores com os seus respectivos terminais. Logo, nessa área pode haver atuação direta em dispositivos pessoais. 

Vale destacar que cada vez mais aumenta a busca por profissionais em Cibersegurança que trabalhe com segurança de terminais dado ao aumento de crimes nesse setor. Mas, de modo geral, todas as áreas de atuação em cibersegurança têm experimentado grande crescimento, dado o aperfeiçoamento dos planos de invasão e roubo de informações.

Quais são os tipos de ameaças cibernéticas?

Os criminosos do mundo virtual trabalham com muitas estratégias para invadir os sistemas e plataformas digitais, de modo que existem diversos tipos de ameaças cibernéticas para diferentes objetivos. 

Assim, existem ameaças que visam o banco de dados, enquanto outras os sistemas de rede, o acesso a programas de computadores e celulares e por aí vai. Portanto, selecionamos aqui os principais tipos de ameaças cibernéticas que o profissional de segurança digital deverá bloquear.

Malware

O tipo mais comum de ameaça cibernética é o malware, cujo termo significa “malicioso”. Trata-se de um software que tem como principal objetivo danificar o sistema de uma empresa e prejudicar o usuário. 

São diversos os malwares que existem, mas damos destaque para os vírus de computador que já mencionamos e consiste em programas de replicação automática que consegue ficar preso a um determinado arquivo, ou se espalhar por toda rede do computador.

Phishing

Outra ameaça bem comum nos tempos atuais é o chamado “Phishing”, cujo termo se refere à palavra “pescar” no inglês. Trata-se de e-mails maliciosos ou mensagens de texto em aparelhos móveis que pedem informações sigilosas se passando por uma empresa qualquer.

Ainda no modelo Phishing, existe a utilização de links maliciosos que enganam usuários desatentos. Geralmente, os criminosos seguem na narrativa falsa de ser uma empresa, que pode ser um banco ou operadora de celular, pedindo que o usuário acesse a um link para resolver alguma pendência.

No entanto, ao acessar o link, o usuário terá o seu aparelho contaminado por um malware que conseguirá roubar dados confidenciais.

Injeção de SQL

O SQL é a Linguagem de Consulta estruturada, ao passo que a injeção de SQL realiza o controle dos dados dentro de um banco. Nesse caso, existe uma exploração de uma vulnerabilidade em aplicativos controlados por dados que se dá por meio da inserção de um código malicioso dentro do banco. 

Geralmente, os criminosos utilizam instruções de SQL maliciosas para enganar operadores e conseguir acesso a informações sigilosas. Aqui, o grande intuito é roubar ou manipular dados para fins econômicos.

Por que contratar um profissional de Cibersegurança

De modo geral, os profissionais em cibersegurança tornam muito mais difícil o acesso de criminosos ao seu computador. Isso é de suma importância, visto que as informações confidenciais de uma empresa é que garantem seu sucesso e vantagem competitiva no mercado.

Desse modo, garantir a segurança também é garantir a relevância no mercado. Afinal, os vazamentos de dados fazem com que a empresa perca sua credibilidade perante os seus clientes, que confiaram nela e podem se sentir lesados pela sua falta de cuidado com suas informações pessoais.

Quanto ganha um profissional de Cibersegurança?

Atualmente, os cientistas de dados, técnicos de informação e engenheiros de software já estão entre os profissionais mais bem pagos do mercado. Assim, com a especialização em Cibersegurança, o salário pode ser bem generoso e capaz de trazer bem-estar e conforto para a vida do profissional. 

Mais especificamente, o salário médio de um profissional de Cibersegurança é de R$ 13.000,00 mas pode ser muito mais a depender da empresa, das atribuições e da sua qualidade enquanto profissional.

Algumas dicas e cuidados para você se proteger contra ataques cibernéticos

Talvez você se sentiu um tanto desprotegido após a leitura deste texto, pois de fato existem muitas ameaças que permeiam a vida de todos nós que estamos inseridos na dinâmica da internet de alguma forma. Porém, existem algumas dicas para se proteger contra os ataques cibernéticos que podem te ajudar bastante em seu cotidiano, confira:

Use Antivírus

Pode ser que, atualmente, as pessoas não deem tanta credibilidade aos antivírus. Entretanto, eles desempenham importante função na neutralização de ameaças ao seu computador e tentativas de invasão por malware, portanto, não abra mão deles.

Não acesse qualquer link

Desconfie de todas as mensagens e e-mails que aparecem em sua caixa de entrada, especialmente se eles conterem links. Inclusive, cada vez mais os bancos e empresas em geral apontam que não trabalham com links para a comunicação com os clientes. Caso precisar falar com alguma empresa ou banco, opte pelo telefone ou aplicativos oficiais. 

Use verificação em duas etapas

Se um criminoso virtual conseguir acessar o seu computador ou celular, será muito mais difícil que ele consiga total acesso de todas as aplicações se elas tiverem senhas. Por isso, é muito importante que você use a verificação de duas etapas com o uso de senhas para dificultar o acesso a e-mails em seu computador, bem como a aplicativos bancários em seu celular.

Conclusão

Garantir a segurança digital é de suma importância para qualquer empresa e para qualquer pessoa. Por isso, é muito importante contar com profissionais devidamente qualificados e que saibam lidar com essas demandas. Isso garante mais credibilidade para as empresas, bem como menos dor de cabeça para os usuários.

Justamente por isso a Whom acredita tanto e investe em tecnologias para garantir segurança digital para escritórios de advocacia e também grandes empresas. Por isso, te convidamos a conhecer um pouco mais do nosso trabalho acessando o nosso site

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. A vestibulum diam tincidunt mi odio aliquam tellus aliquam dictum. 

SAIBA MAIS

Compartilhe:

MAIS CONTEÚDOS PARA VOCÊ

Recompensa em Dinheiro

LEIA MAIS

Saiba Como um Advogado Correspondente pode Facilitar a Rotina da sua Empresa

LEIA MAIS

Robôs Extinguirão as Carreiras Jurídicas! Só que não

LEIA MAIS
Assine a Newsletter e fique por dentro das novidades.