11/07/2018doc9

4 Dicas de Gestão para Escritórios de Advocacia

Você já pensou em gestão para escritórios de advocacia? Independente do setor de atuação, qualquer tipo de empresa ou de negócio precisa encontrar uma forma de organizar os seus processos e as suas operações. Pensando nisso, separamos para você dicas sobre gestão para escritórios de advocacia.

Diversos empresários e gestores acabam esquecendo que é importante o estabelecimento de normas quando falamos de rotina administrativa. Todo escritório de advocacia possui uma série de pontos em comuns com outras empresas como atendimento ao cliente, contas a pagar e receber, organização de documentos, limpeza, hierarquia entre sócios e colaboradores, entre outras definições de natureza semelhante.

4 Dicas de Gestão para Escritórios de Advocacia Advogado Correspondente Jurídico DOC9

Trabalhar de forma autônoma, pode ser, em muitos momentos, um fator decisivo para perder a disciplina de cuidar de fatos mais burocráticos como os citados acima, e não ver o escritório de advocacia como uma empresa pode acarretar aos advogados problemas irreversíveis. Sabemos que empresas que não priorizam uma boa gestão, que foque em produtividade e padronização de processos, tende a ter resultados aquém do esperado e inferiores a sua capacidade.

Por isso, é necessário que os gestores dos escritórios de advocacia definam formas eficientes de gerir o seu negócio em sua totalidade, abrangendo áreas mais específicas e áreas mais administrativas. E pensando nisso, separamos para você 4 dicas essenciais de gestão para escritórios de advocacia, para auxiliá-lo no seu dia a dia para você organizar melhor a sua rotina.

4 dicas essenciais de Gestão para Escritórios de Advocacia

Dica 01: Bom atendimento

Você pode pensar que essa dica é algo imprescindível, e é mesmo, mas mesmo sendo tão importante, muitas organizações pecam em não executar o básico que é a prestação de um bom atendimento aos seus clientes. O bom atendimento envolve um conceito muito importante de jornada do cliente, que vai muito além de causas de processos, ela envolve a forma com que o cliente é recepcionado, a forma como as informações chegam até ele, se as informações chegam de forma reativa ou então de forma proativa, quando executada pelo próprio escritório.

Quando falamos sobre atendimento, estamos trabalhando uma relação com o cliente e não apenas uma entrega em específico, é uma sequência de entregas atreladas a outras atividades de um relacionamento entre seres humanos. Por isso, não deixe de lado os detalhes, informe o cliente sobre o andamento dos seus processos, tenha cuidado com os documentos dos seus clientes, bem como separe momentos do seu dia para trabalhar esses relacionamentos, entrando em contato e se colocando à disposição para dúvidas.

Por mais que pareçam detalhes simples, essas atividades afetam diretamente na percepção de atendimento pelos seus clientes. Eles não vão considerar o seu escritório como um bom prestador de serviços apenas por ganhar causas. Vão considerar muito mais, é uma combinação entre resultado e atendimento que você presta, e essa combinação poderá fazer com que você se diferencie ou não em relação a concorrência.

Dica 02: Utilize a tecnologia ao seu favor

A tecnologia veio para ficar e utilizar ela a seu favor é um fato essencial para se manter vivo no mercado hoje em dia. Um exemplo de tecnologia que pode auxiliar a sua gestão é a existência de softwares jurídicos. Os softwares jurídicos acabam sendo os melhores amigos da gestão de um escritório de advocacia.

Existem softwares específicos para cada tipo de setor e eles se propõem a solucionar as principais dores dos advogados, como o desafio de organizar prazos de processos. Possuímos diversas opções de softwares no mercado, que contam ainda com diversos módulos como: atendimento, financeiro e para equipes operacionais, contanto com espaço para agendamento de compromissos e de prazos processuais.

Além disso, as opções existentes no mercado possuem visões para gestores poderem delegar tarefas, acompanhar pendências e processos, rotina financeira, entre outros fatores importantes de gestão. Normalmente essas contratações são pagas mensalmente e possuem diferentes valores, devido as diferentes opções que cada um possui.

Dica 03: Defina Normas e Regras para o seu escritório de advocacia

Uma empresa sem normas e sem regras é uma empresa sem norte, sem rumo. Para o seu negócio adquirir bons resultados, é necessário que todos os colaboradores andem no mesmo ritmo e que estejam todos alinhados e para isso acontecer, precisamos definir normas e regras que precisam ser seguidas por todos.

Para isso, faça o exercício de pensar qual é o objetivo de existência do seu escritório de advocacia. O seu negócio tem um objetivo temporário? Tem uma prioridade de ter uma lucratividade alta? O seu negócio tem como objetivo desenvolver pessoas da base para assumirem no futuro posições mais estratégicas?

Depois de definir os objetivos macro do seu escritório, você precisará definir então o que poderá e o que não poderá ser feito. E como falado antes, essas normas precisam se estender a todos os colaboradores e todos sócios. Após definir as normas e as regras, divulgue para a sua equipe e mantenha sempre a cultura presente, coloque informativos no escritório, coloque em apresentações de boas-vindas de funcionários e também reforce essa cultura em reuniões semestrais e de resultados.

Dica 04: Tenha a sua equipe como um Time

4 Dicas de Gestão para Escritórios de Advocacia Advogado Correspondente Jurídico DOC9

Empresas de sucesso são composta por equipes que trabalham de maneira unida e que se esforçam continuamente para crescerem juntos, porque sabem que juntos são mais. Por isso, estruture ações para desenvolver esse senso de pertencimento da sua equipe, como encontros mensais, bimensais, reuniões de resultados, programas de aniversários, programas de desenvolvimento e treinamento, entre outras ações interessantes.

Reuniões para discutir processos e tarefas relacionadas ao dia a dia trazem diversos resultados tanto para o escritório quanto para os colaboradores. Esse é um momento em que os colaboradores são ouvidos, uma troca de ideias é realizada e o alinhamento vem a ser a consequência dessa prática.

Como uma dica de gestão para escritórios de advocacia, viemos lembrar que as opiniões dos seus colaboradores precisam ser levadas consideração, mesmo que não venham a ser postas em prática. Além disso, outra prática importante para desenvolver o senso de pertencimento é o feedback entre gestores e subordinados, sendo ele estruturado e recorrente. O feedback é um momento muito rico, onde podemos explorar pontos positivos e negativos através de uma avaliação 360º (onde subordinado avalia gestor, gestor avalia subordinado,  ambos se avaliam e também avaliam o escritório).

Independente do setor de atuação, qualquer negócio que quer crescer e se diferenciar em relação a concorrência precisa, obrigatoriamente, focar em processos de gestão. Pensando nisso, separamos para você essas dicas de gestão para escritórios de advocacia. Então, gostou? Tem mais alguma dica de gestão para adicionar na nossa lista? É deixar nos comentários abaixo.

4 Dicas de Gestão para Escritórios de Advocacia Advogado Correspondente Jurídico DOC9

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. A vestibulum diam tincidunt mi odio aliquam tellus aliquam dictum. 

SAIBA MAIS

Compartilhe:

MAIS CONTEÚDOS PARA VOCÊ

Recompensa em Dinheiro

LEIA MAIS

Saiba Como um Advogado Correspondente pode Facilitar a Rotina da sua Empresa

LEIA MAIS

Robôs Extinguirão as Carreiras Jurídicas! Só que não

LEIA MAIS
Assine a Newsletter e fique por dentro das novidades.