13/12/2023doc9

O futuro empresarial: como o modelo SaaS está transformando a gestão de negócios

O modelo SaaS vem revolucionando a indústria de softwares em todo o mundo e pode ser a solução que faltava para a gestão do seu negócio.

Software as a Service (SaaS) é um modelo de venda de softwares como serviço. Ou seja, é uma maneira de vender sistemas virtuais na forma de serviços ao invés de comercializar produtos.

Há algum tempo, os empreendedores se queixavam a respeito da quantidade de softwares que precisavam adquirir para executar funções em suas empresas. 

Era necessário comprar o software, pagar pela licença, possuir um computador para recebê-lo e um servidor para interligar os usuários da empresa, além da manutenção e atualização dos programas. 

Para resolver essa dor, surgiu a ideia do software como serviço. Com ele, o programa fica na internet e o usuário só precisa acessá-lo e utilizá-lo, sem a necessidade de comprar, pagar licenças, fazer atualizações etc.

Hoje, basta usar o navegador, acessar o serviço totalmente online e usar todas as suas funcionalidades. Parece ótimo, e é mesmo! Por isso, nesse texto, vamos te explicar mais sobre como funciona o modelo SaaS. Confira e descubra como usufruir dessa tecnologia!

O que é o modelo SaaS? 

homem mexendo no computador

O modelo SaaS, ou em português, software como serviço, indica uma nova maneira de comercializar softwares: como serviço e não como produto. 

Isso significa que, ao invés de adquirir uma licença e instalar o programa no computador, o usuário paga para acessá-lo de forma online a partir do navegador, usando login e senha.

Esse modelo é muito mais acessível e prático para as empresas do que os antigos CD-ROMs de instalação de programas. Essa mudança foi possível graças à evolução do cloud computing, ou computação em nuvem, em português.

A nuvem é uma rede mundial de servidores usados para armazenar os sistemas de maneira externa. Com ela, as empresas não precisam mais se preocupar em montar uma infraestrutura de TI própria.

Como funciona esse modelo?

No modelo SaaS, o software é executado no servidor externo em nuvem e o usuário pode acessar todas as funcionalidades pela internet. O fornecedor também fica responsável por questões como segurança, atualizações e manutenções, o que torna a solução mais completa.

O modelo SaaS também tem o diferencial de ser contratado por assinatura: o usuário escolhe um plano e paga um valor fixo regular, conforme a quantidade de features ou usuários que irão acessar o software na empresa.

Assim, é possível adquirir uma licença de uso conforme a demanda do negócio (on demand) ao invés de adquirir o programa em si. Os valores costumam ser muito mais vantajosos neste modelo.

Quais são os principais modelos de vendas SaaS?

Modelo self-service

Este é o modelo mais utilizado no mercado SaaS. Nele, o cliente escolhe qual é o melhor plano para fazer a assinatura do software e se cadastra no site, sem o suporte de um vendedor especializado.

Quase todas as soluções que oferecem softwares SaaS nessa categoria costumam oferecer um teste gratuito da ferramenta antes da efetivação da assinatura. Esse teste costuma durar entre 7 e 30 dias.

Normalmente, esses softwares possuem baixo custo e complexidade e oferecem recursos padronizados para atender diferentes tipos de usuários.

Modelo enterprise

Já este modelo é usado por soluções SaaS que atendem a grandes corporações e oferecem sistemas altamente complexos. Para isso, contam com uma robusta e altamente especializada equipe de vendas, já que o processo comercial costuma ser mais longo e o investimento mais alto.

Esse modelo também exige mais personalização do sistema para atender às necessidades de grandes empresas. 

Modelo transacional

Por último, o modelo transacional é praticado por softwares com valores e complexidades intermediárias em relação aos anteriores. Normalmente, esse tipo de solução não divulga os valores e planos diretamente, apenas as funcionalidades do software.

Assim, o cliente precisa entrar em contato com um representante de vendas para explicar  necessidades e encontrar a melhor solução para seu negócio. 

Quais são as métricas do modelo SaaS?

fundo roxo com a palavra "Saas" em branco

Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

O CAC indica o valor que a empresa precisa investir para conquistar novos clientes. Esse valor engloba todos os gastos com marketing e vendas.

Para o cálculo desse indicador, é preciso somar todos os custos com salário da equipe, pesquisas, anúncios, comissões etc. e dividir esse valor pelo número de clientes conquistados no período.

Com esse número, é possível avaliar se o custo da tecnologia SaaS está compensando em relação ao retorno com os clientes ou se está saindo muito caro. 

Lifetime Value (LTV)

O valor do tempo de vida do cliente é um indicador que mostra o valor que um cliente gera ao longo de seu relacionamento com a empresa. Esse é um indicador fundamental para o SaaS, já que este é um negócio que depende de relações de longo prazo.

A fórmula para o cálculo do LTV é a seguinte:

Ticket Médio x Tempo de Retenção de Clientes = LTV 

Churn rate (taxa de cancelamento)

A taxa de cancelamento é um indicador de quantos clientes foram perdidos no período. 

O cálculo é feito da seguinte forma: divida o número de clientes que cancelaram pelo número de clientes atuais no período e multiplique por 100 para chegar à porcentagem. Quanto maior a porcentagem, pior para o negócio.

Monthly Recurring Revenue (MRR)

A Receita Recorrente Mensal indica o faturamento calculado mês a mês. 

O cálculo desse indicador é: multiplique o número de contas ativas pelo valor pago mensalmente, subtraindo as contas canceladas, se houver. Essa métrica deve ser acompanhada de perto para entender a evolução das receitas da empresa. 

Annual Recurring Revenue (ARR)

A Receita Recorrente Anual é a soma dos MRR dos últimos doze meses. Esse valor pode ser usado para chegar a uma previsão de faturamento para o próximo ano.

Quais são as vantagens de utilizar um software as a service?

  1. Valor acessível

Os softwares SaaS têm valor acessível, quando comparado à compra de licença dos softwares. Com o modelo de assinatura é possível escalar as vendas e oferecer valores mais competitivos, o que democratiza o acesso às ferramentas digitais.

Assim, micro e pequenas empresas podem digitalizar sua gestão por valores que cabem em seu orçamento.

  1. Fácil implementação e uso

O modelo SaaS facilita a implementação e o uso do software na empresa, já que os sistemas já vêm prontos para o uso e possuem opções para mobile e desktop. Assim, após a contratação, basta fazer login no sistema pelo navegador do dispositivo.

As soluções SaaS também costumam se preocupar com a experiência do usuário. Por isso, desenvolvem sistemas que oferecem a melhor usabilidade e interatividade possível. Muitas também oferecem treinamentos para ajudar as equipes a se familiarizar com o software. 

  1. Pagamento conforme o uso

Outra vantagem do SaaS é que o usuário paga apenas pelo que realmente usa no sistema, ao invés de comprar uma licença inteira e usar apenas algumas funcionalidades. 

É possível escolher opções básicas, avançadas ou intermediárias conforme os recursos que o negócio necessita, usuários, número de cadastros etc.

Também há empresas que oferecem o modelo pay per use. Assim, ao invés de pagar um valor fixo mensal, o usuário paga somente pelos recursos consumidos no mês e o serviço se torna sob demanda, de acordo com suas necessidades. 

  1. Sem preocupações com manutenção e atualização

Os gastos e o tempo perdido com instabilidades, erros e manutenções de softwares podem ser muito custosos para as empresas. Com as soluções SaaS, é possível evitar esse tipo de dor de cabeça e ter acesso a um software 100% funcional e atualizado.

Com esse modelo de software, o usuário tem sempre a garantia de estar usando a versão mais recente do programa. Além disso, não é necessário se preocupar com indisponibilidades, já que toda a manutenção e atualização são de responsabilidade do fornecedor

Se, ainda assim, o usuário tiver algum problema, ainda poderá contar com o suporte para resolver todas as suas dúvidas e corrigir eventuais erros.

  1. Flexibilidade

Por meio de uma solução SaaS, o usuário pode acessar os sistemas e informações de que necessita a qualquer momento e em qualquer lugar. Além disso, é possível fazer upgrades, mudar de plano ou cancelar a assinatura sempre que o usuário quiser.

  1. Customização e integração

Com a solução SaaS é possível customizar as funcionalidades do software conforme as necessidades do seu negócio. Isso porque esse tipo de solução costuma ser construída em módulos.

Além disso, é possível realizar a integração entre o software e diversos outros sistemas, aplicativos e banco de dados que você já utiliza. Por meio dessas conexões é possível compartilhar dados e importar informações entre os sistemas com facilidade, economizando tempo e esforço.

Quais são os segmentos que utilizam o modelo SaaS?

Post it com a palavra "SaaS"

Os principais segmentos de software que utilizam o modelo SaaS são os seguintes:

ERP e CRM

Esses foram os primeiros tipos de softwares a adotarem o modelo SaaS. Inclusive, eles são os mais conhecidos do mercado, sendo que o primeiro SaaS reconhecido foi o CRM da Salesforce.

EAD

A área de educação à distância usa o modelo SaaS para comercializar aulas e cursos em plataformas de ensino virtual por assinatura.

Gestão de documentos

Devido à popularização dos documentos digitais e a redução no uso de papel, surgiram várias soluções SaaS para realizar a gestão e o armazenamento de documentos de pessoas e empresas.

Gestão de tarefas e projetos

As principais plataformas para gestão de tarefas e projetos usadas pelas empresas atualmente são soluções SaaS.

Comunicação

Existem diversas soluções SaaS para comunicação corporativa, colaboração em tempo real e trabalho remoto. Essas ferramentas ganharam ainda mais força durante a pandemia de Covid-19.

Armazenamento

Os serviços de armazenamento de documentos e arquivos em nuvem são pioneiros da tecnologia SaaS.

Jogos

As assinaturas de jogos digitais são uma realidade na indústria dos games. Esse tipo de serviço utiliza o modelo SaaS.

Aplicativos

O imenso universo de aplicativos para dispositivos móveis também faz parte das soluções no modelo SaaS.

Segurança da informação

Empresas de segurança da informação estão usando o modelo SaaS para manter os negócios protegidos de forma integral, 24 horas por dia.

Conteúdo digital

As grandes empresas de streaming de conteúdo digital, como séries, músicas e filmes também utilizam o modelo SaaS para fornecer seus serviços.

Como funciona a cobrança do modelo SaaS?

Existem diversos modelos de vendas no mercado SaaS, mas eles têm uma coisa em comum: todos trabalham com o modelo de cobrança recorrente. Esse tipo de cobrança é feita de maneira contínua, no formato de assinaturas, planos e mensalidades.

O que muda entre elas é a periodicidade do pagamento recorrente – mensal, quinzenal, anual etc. – e o tipo de assinatura oferecida. 

Existem empresas SaaS que oferecem planos semestrais e anuais com desconto, além de mensalidades avulsas com um valor mais alto, por exemplo.

Outras cobram um valor fixo mensal, conforme critérios de número de usuários e funcionalidades de cada plano, por exemplo. Também há o pay per use, no qual a cobrança é feita conforme o uso dos recursos.

Como a Whom se relaciona com a tecnologia SaaS

O Whom, gerenciador de certificados digitais da Doc9, é uma tecnologia 100% SaaS, ou seja, não é preciso instalar nenhum programa em sua máquina: todo o funcionamento da extensão e o armazenamento de seus dados é feito na nuvem. 

Funciona assim: ao assinar o Whom, o gestor deve instalar a extensão do software em seu navegador para acessar uma plataforma em nuvem na qual irá armazenar seu certificado digital e gerenciar as concessões de acesso que fará a cada usuário de sua empresa.

Da mesma forma, cada usuário que receber permissões irá instalar a extensão em seu navegador e poderá realizar todo o acesso sem a instalação de nenhum programa. Tudo é feito por meio do uso de um código token.

Além disso, o Whom evita que outros usuários tenham acesso ao conteúdo do certificado digital, já que eles terão apenas uma concessão limitada de uso. Ou seja, poderão acessar apenas os sistemas e informações dentro do horário autorizado pelo gestor do documento.

Com o armazenamento do certificado digital em nuvem, todos os usuários têm a garantia de acesso ao sistema sempre que precisarem. A segurança e a disponibilidade são garantidas por meio do Whom, uma solução 100% SaaS.

Leia também: Conheça o Whom e descubra como tornar o compartilhamento de certificados digitais seguro em sua empresa!

Conclusão

A sigla SaaS significa Software as a Service, ou software como um serviço. Esse tipo de solução foi viabilizada pela computação em nuvem e permite que os usuários tenham acesso às soluções sob demanda e por meio de assinaturas.

Assim, pagam apenas pelo que realmente precisam e não precisam se preocupar com atualizações e manutenções dos sistemas. 

As empresas fornecedoras dessas soluções cuidam de tudo, inclusive da disponibilidade integral dessas ferramentas.

Continue acompanhando nosso blog para conhecer outras soluções inovadoras para o seu negócio!

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. A vestibulum diam tincidunt mi odio aliquam tellus aliquam dictum. 

SAIBA MAIS

Compartilhe:

MAIS CONTEÚDOS PARA VOCÊ

Recompensa em Dinheiro

LEIA MAIS

Saiba Como um Advogado Correspondente pode Facilitar a Rotina da sua Empresa

LEIA MAIS

Robôs Extinguirão as Carreiras Jurídicas! Só que não

LEIA MAIS
Assine a Newsletter e fique por dentro das novidades.