07/06/2022doc9

Monitoramento de rede para escritórios de advocacia

Ferramentas de segurança tecnológica, como o monitoramento de rede, são essenciais para o bom funcionamento dos escritórios e departamentos jurídicos.

Audiências online, acesso aos sistemas dos tribunais para acompanhamento de processos, equipes em home office ou híbridas… Todos esses exemplos hoje fazem parte da rotina do jurídico, que está cada vez mais digital.

Porém, para que tudo isso aconteça com segurança e de maneira eficiente, alguns cuidados são necessários. O monitoramento de rede é um exemplo de ação de vigilância que os escritórios e departamentos jurídicos precisam tomar nesse sentido.

Como as redes de computadores são fundamentais na dinâmica dos negócios, esse monitoramento se torna essencial. Profissionais de Tecnologia da Informação (TI) usam ferramentas como essa para garantir o funcionamento e a segurança da rede de servidores e outros componentes essenciais para o dia a dia de departamentos jurídicos e escritórios.

Mas, o que exatamente é monitoramento de rede? Quais ferramentas podem ser usadas para potencializar esse serviço? Apenas medidas de vigilância como essa são suficientes para manter a segurança do escritório? Confira todas essas respostas neste artigo!

O que é monitoramento de rede?

Por meio do monitoramento de rede em tempo real, os administradores têm acesso a informações que determinam se a rede está funcionando corretamente. Por meio de ferramentas como software de monitoramento de rede, é possível identificar falhas de maneira proativa e otimizar a eficiência do sistema.

Normalmente, sistemas de monitoramento de rede contam com ferramentas de software e hardware. Elas permitem que diversos aspectos de uma rede e da maneira que ela opera sejam rastreados, como utilização de largura de banda, tráfego e tempo de atividade.

Dessa maneira, falhas de dispositivo ou conexão, bem como problemas como gargalos de tráfego, que podem limitar o fluxo de dados, podem ser identificados rapidamente. Os sistemas enviam alertas aos administradores e entregam relatórios periódicos de análise de rede.

ícones de gráficos referentes a dados de navegação estão sobrepostos à imagem de um homem em sua mesa com seu computador, fazendo referência a relatórios de monitoramento de rede

A importância desse tipo de ferramenta para escritórios e departamentos jurídicos

O monitoramento de rede é fundamental para a segurança e o bom funcionamento da rotina de escritórios e departamentos jurídicos. Isso porque a rede funciona como a linha de vida da infraestrutura de TI. Quando ela falha, o fluxo de informações para.

Além disso, as redes são ambientes dinâmicos. Há inclusão de novos usuários, aplicativos e tecnologias constantemente. Porém, essas mudanças podem alterar o desempenho da rede, que deve ser consistente e previsível.

Quando esses problemas acontecem, é essencial identificar sua causa antes que isso traga impacto aos usuários, negócios e aplicativos. É nesse contexto que os softwares de monitoramento de rede entram em cena. Confira a seguir as principais vantagens dessas ferramentas:

Torna as correções mais rápidas

Por meio do monitoramento de redes, a correção de problemas pode ser feita de forma mais ágil. Isso porque as ferramentas que cumprem essa função apontam os problemas ao mesmo tempo que identificam em qual dispositivo as falhas estão acontecendo.

Utilizar esse tipo de recurso é uma forma de ganhar tempo com a análise e poder tomar uma ação corretiva com mais rapidez.

Para otimizar a esteira produtiva do seu negócio, confira também: “Preposto em audiência – como ganhar agilidade usando a logística jurídica a seu favor”.

Permite planejar melhorias

Com o passar do tempo, as redes de qualquer empresa estão sujeitas a apresentar diversos problemas. Por meio das ferramentas de monitoramento, é possível identificar padrões nas falhas e, com base nessa informação, definir ações de melhoria estratégicas.

Permite que o negócio mantenha a performance

As ferramentas de monitoramento de rede informam os níveis de qualidade dos recursos que influenciam na performance dos serviços. São esses recursos que permitem que o serviço de uma empresa funcione como deveria.

Permite tomar decisões com base em dados

Por meio de ferramentas como essas, é possível coletar dados sobre seu negócio e usá-los para planejar o futuro da empresa. Dessa forma, é possível otimizar os recursos tecnológicos e compreender melhor a capacidade do setor de TI.

banner escrito: "você também pode gostar: 5 tendências tecnológicas do mercado jurídico para os próximos anos" e com um botão indicado para ser clicado escrito "baixe o e-book gratuito"

Como esse tipo de ferramenta funciona?

Os sistemas de monitoramento de rede possuem, basicamente, cinco funções: descoberta, mapeamento, monitoria, alertas e envio de relatórios. Por meio delas é possível:

  1. Encontrar os dispositivos que compõem a rede;
  2. Visualizar a rede;
  3. Fazer o acompanhamento do status da rede;
  4. Receber notificações caso os dispositivos caiam;
  5. Ter acesso a relatórios em tempo real e histórico.

Esses sistemas buscam dispositivos de rede e servidores para conseguir dados de desempenho. Isso é feito por meio de protocolos como os seguintes:

  • SNMP, Protocolo simples de gerenciamento de rede;
  • WMI, Instrumentação de Gerenciamento do Windows;
  • SSH, Secure Shell para unix e servidor Linux.

Esses protocolos são capazes de fornecer milhares de monitores, que avaliam a saúde dos dispositivos e das redes.

Ferramentas para monitoramento de rede

Ao contrário do que muitos podem pensar, o gerenciamento de redes não significa um custo elevado para a empresa. Na realidade, esse elemento é essencial para evitar perdas financeiras e de imagem, já que impede que os serviços e processos fiquem indisponíveis.

Antes de calcular os custos do investimento em equipe e software, é importante estimar o valor das perdas financeiras no caso de a rede não funcionar como deveria. Assim, é possível ter noção de que os investimentos que reduzem sistematicamente as falhas na rede realmente compensam.

Ferramentas que apoiem a gestão de TI e permitam a visualização, gerenciamento e análise dos dados que trafegam na rede são essenciais para as empresas. Para isso, existem diversas ferramentas que podem se adaptar à sua necessidade. Confira algumas:

Nagios

Esta é uma ferramenta de monitoramento de rede com código aberto. Isso significa que quem possui seus direitos autorais permite que o software seja estudado, modificado e distribuído gratuitamente para qualquer pessoa e finalidade.

Por meio dele, é possível monitorar hosts e serviços. Além disso, ele cria alertas quando problemas acontecem e também quando são resolvidos.

PRTG Network Monitor

Este é um monitor pago, que fica ativo 24 horas por dia em um computador da rede. Dessa forma, ele consegue registrar os parâmetros de uso e armazenar todas as informações para que o gestor acompanhe e monitore os processos selecionados.

Por meio dele, também é possível criar relatórios e fazer tabelas e gráficos com informações selecionadas. Além disso, os relatórios podem ser criados automaticamente por meio de uma programação. Eles podem ser exportados em diversos formatos.

Munin

Por meio deste monitor, é possível identificar tendências atuais e problemas de desempenho em redes, dispositivos e aplicativos. O Munin funciona por meio de uma interface web, organizando dados por meio de diversos plugins, e tem um sistema de alerta detalhado e abrangente.

Softwares de monitoramento de rede

Monitoramento de rede Zabbix

Este software foi projetado para medir a disponibilidade e o desempenho de aplicações e itens de infraestrutura. Além disso, ele cria indicadores estratégicos para os negócios. O Zabbix tem boa performance em coleta de dados e é escalável para grandes ambientes.

Por meio dele, é possível extrair dados da empresa e organizá-los de uma maneira que facilite a tomada de decisões. Além disso, garante o desempenho e a disponibilidade da rede por meio do monitoramento de rede em tempo real, que inclui milhares de elementos do negócio.

Cacti

Este software administra a rede com flexibilidade, ou seja, se adapta facilmente às mais diversas necessidades. Com interface intuitiva, o Cacti monitora elementos de rede, programas, a largura de banda utilizada e o uso de CPU. 

Outro ponto importante é que ele coleta e mostra informações por meio de gráficos. Dessa forma, possibilita o monitoramento tanto de redes simples quanto de redes complexas, que possuem centenas de dispositivos conectados a ela.

papéis em cima de uma mesa com gráficos e dados, fazendo referência aos relatórios de monitoramento de rede

Como garantir a segurança do seu negócio

Tomar ações de vigilância, como a adoção de ferramentas de monitoramento de rede em tempo real, é essencial para o bom funcionamento do negócio. Porém, em diversas situações, esse tipo de medida pode não ser suficiente, já que atua apenas na vigilância, e não na prevenção.

Ao fazer o planejamento de segurança das operações do negócio, o gestor deve buscar ferramentas que não apenas demonstrem os riscos, mas que sejam capazes de mitigá-los. Embora essas ferramentas sejam úteis para o planejamento de ações futuras, não conseguem evitar que as falhas aconteçam.

A lawtech Doc9, por exemplo, identificou que no mercado jurídico, havia um gargalo na segurança envolvendo certificados digitais. Esse é um documento exigido para diversas operações no meio jurídico, e uma prática muito comum é o compartilhamento do certificado do dono ou sócio do escritório entre toda a equipe.

Porém, essa prática traz diversos riscos, já que o colaborador pode acessar qualquer sistema e tomar qualquer ação usando o documento. Para resolver essa dor, a Doc9 desenvolveu o Whom?, um gerenciador de certificados digitais que possibilita personalizações de acesso, não apenas relatórios.

Por meio dele, os gestores podem atuar de maneira preventiva, com total controle de acessos e adequação às normas de compliance e LGPD. Também é possível fracionar acessos em um mesmo sistema, definindo áreas restritas e mantendo o acesso apenas aos itens essenciais.

Conclusão

Para garantir sua segurança no ambiente digital, departamentos jurídicos e escritórios precisam investir em ferramentas de monitoramento e prevenção. Usar softwares de monitoramento de rede em tempo real é uma das maneiras de zelar pela segurança de seu negócio.

Porém, medidas de vigilância podem não ser suficientes para garantir a segurança do escritório. Por isso, os gestores precisam buscar ferramentas de prevenção, que ajudem a evitar problemas como vazamento de dados e outros.

Conheça o Whom e descubra como trazer mais segurança para o seu negócio!

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. A vestibulum diam tincidunt mi odio aliquam tellus aliquam dictum. 

SAIBA MAIS

Compartilhe:

MAIS CONTEÚDOS PARA VOCÊ

Recompensa em Dinheiro

LEIA MAIS

Saiba Como um Advogado Correspondente pode Facilitar a Rotina da sua Empresa

LEIA MAIS

Robôs Extinguirão as Carreiras Jurídicas! Só que não

LEIA MAIS
Assine a Newsletter e fique por dentro das novidades.