17/05/2023doc9

Como funciona e quais as vantagens do certificado digital em nuvem?

O certificado digital é uma forma de autenticação altamente segura para assinar documentos eletrônicos e acessar sistemas restritos. Por meio dele, é possível confirmar que as informações realmente foram enviadas pelo titular do documento e diminuir chances de fraude.

Além disso, o documento evita que as mensagens sejam alteradas durante seu transporte, garantindo sua integridade e confiabilidade. Mas, para garantir a segurança do documento, é preciso adquiri-lo junto a uma autoridade certificadora (AC) confiável.

Ficou confuso? Não se preocupe, porque neste artigo, vamos te explicar direitinho o que é um certificado digital em nuvem, o que são as ACs e as vantagens desse tipo de documento. Vamos lá?

O que é um certificado digital?

O certificado digital funciona como um documento de identificação no meio eletrônico. Seria como seu CPF, RG ou CNPJ, mas de forma virtual. Por meio dele, é possível acessar diversos sistemas e assinar documentos com validade jurídica.

Os certificados são criados com base em um conjunto de informações criptografadas, que servem para identificar um usuário, dispositivo ou grupo em um ambiente digital. Além disso, são emitidos por entidades certificadoras, que verificam e confirmam os dados fornecidos pelo titular antes de gerar esses documentos.

Esse recurso pode ser usado para autenticar a identidade de um usuário em uma transação. Com isso, ele pode acessar conteúdos ou realizar várias tarefas, como compras e transferências bancárias em tempo real.

Clonagem de certificados digitais: saiba como se prevenir 

O que é a tecnologia “em nuvem”?

O que é a tecnologia “em nuvem”

O termo “Tecnologia em nuvem” é usado para descrever a possibilidade de um usuário acessar redes de computadores e dispositivos de armazenamento por meio da internet. Sua base é a ideia de que a internet está disponível em todos os locais, como se fosse um céu aberto.

Dessa forma, o termo é usado para descrever serviços e aplicativos que são executados na internet e podem ser acessados de qualquer local. Essa tecnologia funciona a partir de operadoras de grandes centros de processamento e armazenamento de dados, que oferecem seus serviços para indivíduos ou empresas.

Ao usar a nuvem, eles não precisam mais ter uma infraestrutura própria para garantir o funcionamento correto de suas aplicações, sistemas e ferramentas.

O que é o certificado digital em nuvem?

Agora que falamos sobre os conceitos de certificado digital e de nuvem, vamos uni-los. O certificado digital em nuvem é o documento eletrônico que pode ser armazenado, compartilhado e gerenciado de forma totalmente online.

Esse é um formato ainda mais conveniente, pois permite que os usuários consigam acessar seus documentos eletrônicos ou colaborar e compartilhar dados com outras pessoas, sistemas ou redes de qualquer lugar e a qualquer momento.

Por meio desse modelo de documento, as empresas podem emitir, gerenciar e revogar seus certificados de maneira mais eficiente. Além disso, ele possibilita que os usuários tenham acesso a seus documentos de qualquer lugar, usando uma conexão apropriada à internet.

Essa é uma solução moderna e segura, que confere liberdade para sua rotina. Com ela, não é mais preciso usar mídias físicas, como cartão ou token. O usuário pode realizar todas as funções que precisar por meio de seu certificado diretamente de seu smartphone ou notebook.

Certificado digital em nuvem é seguro?

Certificado digital em nuvem é seguro

Os certificados digitais são armazenados em nuvem por meio dos módulos HSM, sigla para Hardware Security Module, ou Módulo de Segurança de Hardware, em português. Assim, se o usuário tiver um dispositivo seguro e acesso à internet, consegue acessar o documento para:

  • Autenticação em sites, programas e plataformas;
  • Assinar arquivos de maneira digital sem se preocupar com segurança, perdas ou danos.

O módulo HSM funciona como um dispositivo físico, fornecendo mais segurança para as chaves criptográficas, como é o caso dos certificados digitais. Ele é responsável por executar operações de armazenamento e criptográficas.

É por meio de suas aplicações que as solicitações são realizadas. Apesar disso, nunca chegam a manipular, de fato, as chaves que armazena. Por meio do HSM, é possível armazenar as chaves de titulares de certificados de vários tipos de forma segura, como se fosse um cofre de dados. 

Para que esse processo seja realizado com eficiência, é necessário que ele seja homologado pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP–Brasil).

Devido ao avanço da tecnologia, o certificado digital em nuvem é tão seguro quanto ou até mais seguro do que certificados digitais armazenados em meios físicos. Isso porque cartões ou tokens podem se perder, quebrar ou sofrer outro tipo de dano.

Além disso, por meio deles, as empresas e usuários individuais têm mais flexibilidade, já que é possível acessá-los em qualquer dispositivo e de qualquer lugar. Outro ponto positivo é que seu acesso é liberado apenas mediante autenticação.

Certificado digital em nuvem é melhor para as empresas?

Além de mobilidade e segurança, os certificados digitais em nuvem trazer diversos diferenciais para as empresas, como:

  • Ajudar no cadastro e na autenticação de sites;
  • Redução nos gastos com combate a fraudes e gerenciamento de senhas;
  • Possibilita mais serviços digitais;
  • Reduz despesas operacionais;
  • Valoriza a sustentabilidade;
  • Digitaliza processos, conferindo a eles o mesmo valor jurídico.

O que é uma autoridade certificadora (AC)?

As autoridades certificadoras são entidades que emitem e gerenciam certificados digitais. As CAs verificam as informações fornecidas pelos solicitantes e só emitem os certificados válidos após os dados serem devidamente confirmados.

Algumas CAs ainda oferecem serviços como o gerenciamento de chaves, para ajudar os usuários a controlarem e protegerem seus documentos eletrônicos. 

Essas empresas são obrigadas a seguir regras e procedimentos determinados pelo Governo para assegurar que os processos de validação e as chaves criptográficas estejam em conformidade com os padrões internacionais.

O Governo também pode exigir que as certificadoras sejam auditadas pelas autoridades competentes para garantir que as regras sejam cumpridas. As certificadoras estão bastante avançadas na tecnologia da identificação de usuários e trazem ao mercado a certificação digital em nuvem. 

Para que serve o certificado digital em nuvem?

Esse tipo de certificado é usado para garantir a integridade e a autenticidade de documentos digitais de forma mais rápida e segura. Esse é um jeito moderno de compartilhar informações confidenciais de forma eletrônica e com toda a segurança.

Devido à popularização do uso dos aparelhos celulares, a cada dia mais recursos estão sendo aplicados para esses dispositivos. O certificado digital em nuvem é um exemplo disso, já que possibilita que assinaturas digitais e outras transações sejam feitas por meio de aparelhos móveis.

Com o certificado digital em nuvem, é possível ter a segurança do certificado digital e a mobilidade de recursos em nuvem em todo lugar.

Vantagens do certificado digital em nuvem

Vantagens do certificado digital em nuvem

Melhor mobilidade

Certificados digitais tradicionais precisam ser conectados a uma porta USB para serem utilizados ou transferidos. Eles funcionam como arquivos comuns, mas para serem instalados nos dispositivos, precisam ser intermediados por drivers.

Por outro lado, os certificados digitais em nuvem ficam disponíveis de forma eletrônica e estão sempre prontos para serem usados.

Mais segurança

Diferente dos certificados tradicionais, que são armazenados em dispositivos físicos, os certificados em nuvem ficam alocados em armazenamentos HSM. Se qualquer pessoa quiser acessar um certificado tradicional, basta ter acesso ao código PIN do titular.

Já no HSM, o acesso é mais rígido. Além disso, ele armazena todos os logs das operações, fornecendo um controle muito mais eficiente. Essa é uma medida que confere mais segurança aos documentos. 

É compatível com diversos dispositivos

Independente de qual for seu aparelho, é possível usar o certificado digital em nuvem sem a necessidade de instalar um driver. Também é possível fazer o acesso a partir de qualquer sistema operacional.

Menos problemas técnicos

Normalmente, os certificados digitais são armazenados em Smart Cards, que são mídias físicas semelhantes aos cartões de banco. Além disso, possuem versões em token, semelhantes a pendrives que possuem camadas de criptografia. 

O problema é que esse uso físico pode envolver barreiras como falta de compatibilidade, dificuldade de autorização de acesso e questões envolvendo armazenamento, transporte e outras. Para que esses problemas sejam solucionados, pode ser necessário solicitar o suporte da equipe de TI.

Por outro lado, o certificado digital não depende de armazenamento físico e pode ser facilmente acessado, o que o torna uma opção muito mais vantajosa.

Redução de custos com logística e equipamentos 

Os tokens e cartões utilizados para armazenar os certificados tradicionais também exigem que o titular adquira drivers ou leitores de cartão.

Já o certificado digital em nuvem pode ser facilmente acessado e dispensa o uso de leitores, otimizando seu uso. 

Fornece acesso a serviços essenciais para as empresas

Os certificados digitais possibilitam o acesso a serviços públicos importantes para o dia a dia das empresas, como a emissão de notas fiscais. Por meio do documento, é possível acessar sistemas como:

  • Receita Federal;
  • Portal E-CAC, da Receita Federal;
  • e-Social;
  • Sistema Integrado de Comércio Exterior. 

Um certificado digital em nuvem é essencial para o bom funcionamento e melhoria na rotina da empresa.

Como obter um certificado digital em nuvem? Qual o valor?

Etapa 1 – Solicitação à Autoridade Certificadora

Para obter um certificado digital em nuvem, o primeiro passo é escolher uma Autoridade Certificadora credenciada pelo ICP-Brasil. A lista pode ser consultada no site da instituição. Após isso, é preciso acessar o site da AC e solicitar a emissão do certificado digital.

Esse processo envolve:

  • O preenchimento do formulário;
  • Informar os dados necessários;
  • Informar os dados de pagamento;
  • Escolha do modelo do certificado digital em nuvem;
  • Agendamento de uma data para a validação e entrega da documentação.

O valor do certificado digital em nuvem costuma ficar em torno de R$ 140.

Saiba mais sobre as diferenças entre o certificado digital A1 e A3 e descubra qual é melhor para você!

Etapa 2 – Validação

No dia agendado, você deverá validar os documentos de uma das seguintes formas:

  • Por videoconferência;
  • Presencialmente, comparecendo à Autoridade de Registro vinculada à AC escolhida. Nela, você irá validar os documentos e coletar a biometria.

Etapa 3 – Emissão do Certificado Digital

Com as informações e os documentos validados e aprovados, a Autoridade de Registro (AR) acionará a AC para iniciar a emissão do Certificado Digital.

Etapa 4 – Acesso ao Certificado Digital em Nuvem

Após a criação do documento, a AC enviará uma comunicação ao seu e-mail informando a aprovação e conclusão do procedimento. Assim, você já poderá acessar o certificado digital na nuvem e começar a usá-lo.

Como o Whom atua com o certificado digital na nuvem?

O Whom é uma solução de gerenciamento de certificados digitais em nuvem com autenticação por meio de token. Esta é uma solução tecnológica que tem como objetivo conferir segurança ao hábito do compartilhamento de certificados digitais.

Para isso, inicialmente o software atua como uma solução de cofre, armazenando o certificado digital em nuvem. Assim, o documento estará seguro, em um ambiente no qual ele não será compartilhado.

Em um segundo momento, o titular do certificado atribui concessões de acesso, autorizando os usuários selecionados por ele a acessar sistemas por meio do certificado digital. Isso é feito por meio da extensão do Whom e o usuário que recebe a permissão não tem acesso aos dados do documento original.

Após instalar a extensão do Whom no navegador, o usuário conseguirá acessar sistemas para realizar as atividades de seu dia a dia com as credenciais do certificado. Caso queira acessar um sistema não autorizado ou em um horário fora do permitido, o sistema bloqueia automaticamente o acesso.

Por meio dele, o titular de um certificado consegue tomar ações como:

  • Conceder permissões de acesso e operação a sistemas, além de assinaturas de documentos validadas pelo ICP-Brasil de maneira simples e segura;
  • Impedir que o usuário visualize informações sensíveis;
  • Ter validade jurídica em suas operações;
  • Estar em conformidade com órgãos regulamentadores;
  • Utilizar vários formatos de bloqueio (IP, horário, sistema ou páginas específicas);
  • Acessar o histórico de uso das atividades realizadas para garantir que nada se perca ou fuja do controle do administrador;
  • Estar em conformidade por meio de soluções como termo de concessão de uso digital ou procuração digital para o administrador e para quem recebe as permissões de acesso;
  • Receber avisos de tentativas de utilização indevida do certificado.

Conheça o Whom e descubra como ele pode tornar suas operações envolvendo certificados digitais mais seguras!

Conclusão

O certificado digital em nuvem é uma solução tecnológica que visa trazer ainda mais segurança e praticidade no uso desse documento. Quem opta por esse modelo consegue acessá-lo de qualquer lugar, a qualquer momento e em qualquer dispositivo.

O Whom é uma solução que visa tornar seguro o compartilhamento desse documento entre diferentes usuários, hábito comum no dia a dia das empresas. Descubra como tornar seu negócio mais seguro no ambiente digital!

Continue acompanhando nosso blog para conhecer recursos que podem trazer mais segurança para o seu negócio!

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. A vestibulum diam tincidunt mi odio aliquam tellus aliquam dictum. 

SAIBA MAIS

Compartilhe:

MAIS CONTEÚDOS PARA VOCÊ

Recompensa em Dinheiro

LEIA MAIS

Saiba Como um Advogado Correspondente pode Facilitar a Rotina da sua Empresa

LEIA MAIS

Robôs Extinguirão as Carreiras Jurídicas! Só que não

LEIA MAIS
Assine a Newsletter e fique por dentro das novidades.